HISTÓRICO

Burlesco (ê).[do it. burlesco] Adj. 1. Cômico (1). 2. Que invoca riso; cômico. 3. Ridiculamente cômico, grotesco, caricato: "Tão enfático e pedantesco é o esdrúxulo que ainda hoje é largamente explorado nas composições cômicas e nos versos burlescos”.(João Ribeiro, A Língua Nacional, p. 13). 4. Satírico, escarnecedor, chocarreiro, zombeteiro. S. m,. 5. Aquilo que provoca riso. Cômico. 6. O modo ou estilo burlesco. Aurélio Buarque de Holanda.

 

Burlesco é uma forma exarcebada da comicidade, que amplia expressões triviais para falar de realidades nobres ou elevadas, transformando assim um gênero sério em uma cópia grotesca ou vulgar: é a explicação das coisas mais sérias com expressões absolutamente divertidas e ridículas. (París Dunod)

 

A Cia Burlesca foi fundada em São Paulo em 2004 pela necessidade de mesclar as linguagens do circo, da música e do teatro. Desde então vem experimentando novas sonoridades e possibilidades circenses para o teatro. Logo em sua fundação, criou os espetáculos “Caiu na rede é folião” em parceria com a Cia A Santa Palavra e a “Banda Pernalta Burlesca”. Em 2005 o espetáculo “Brincadeira de Menino” divertiu centenas de crianças durante exposições no SESC Pompéia. Também neste ano, o “Realejo Falante” inclui a linguagem do Teatro de Animação.  Em 2006 “Mozart e a Pulga Costanze” circula pela periferia de São Paulo levando a música de Mozart, ainda no mesmo ano “Allegretto” já começa a mostrar as características principais da companhia: circo, música e teatro. Em 2007 nasce o Palhaço Rabequinha, resultado da pesquisa de anos em busca do palhaço legitimamente brasileiro. No ano seguinte a Cia Burlesca fixa residência em Brasília, onde estréia o espetáculo “Rabequinha toca Mozart”, que vem se apresentando em escolas, shoppings, instituições, parques,  e praça públicas, etc. Em 2009 a Cia Burlesca homenageia o rei do baião com o espetáculo “Acompanhando Luiz Gonzaga, 20 anos depois” com apresentações em shoppings e parques. Em 2010 estréia o espetáculo de mamulengo “As Aventuras do Cego Araújo” inspirado em contos tradicionais brasileiros. Em 2011 a Cia Burlesca inspira-se na obra de Hans Christian Andersen para montar “A Roupa Nova do Rei”, espetáculo que faz várias apresentações nas Ruas do Distrito Federal, em escolas, parques, Teatros e praças do DF. Em 2012 a Cia Burlesca inicia o projeto “Canto do Conto”, todos os sábados na Livraria Cultura com uma história diferente. E de abril a outubro de 2015 ocupou o Teatro de Arena da Escola Parque da 303/304 Norte apresentando seu repertório todo final de semana.

 

Atualmente a companhia tem um grande repertório de espetáculos teatrais e contações de história, e desenvolve diversos projetos culturais.

EQUIPE

MAFÁ NOGUEIRA

Diretor, ator, músico e fundador da Cia Burlesca. 

Diretor, ator, músico e fundador da Cia Burlesca. 

LYVIAN SENA

LYVIAN SENA

LYVIAN SENA

Atriz da Cia Burlesca. 

Atriz da Cia Burlesca. 

CLÁUDIA LEAL

CLÁUDIA LEAL

Diretora, atriz e produtora da Cia Burlesca. 

Diretora, atriz e produtora da Cia Burlesca. 

JULIE WETZEL

Atriz da Cia Burlesca. 

Atriz da Cia Burlesca. 

PEDRO CAROCA

Ator, produtor, gestor e divulgador da Cia Burlesca. 

Ator, produtor, gestor e divulgador da Cia Burlesca. 

PEDRO DA SILVA

Ator e fotógrafo da Cia Burlesca. 

estacaoburlesca@gmail.com

Brasília - DF

(61) 98175-5021 | 99902-5815 |  99208-9573 | 98173-3450